Um cardápio muito extenso é um problema para os clientes, pois o excesso de informações os deixa confusos e os obriga a lê-lo várias vezes.

cardapio

 

 

 

 

 

 

Apesar da ajuda dos garçons e garçonetes, os clientes demoram para escolher e para fazer o pedido, interferindo diretamente na rotatividade das mesas.

cardapio4

 

 

 

 

 

Isso faz com que eles fiquem por mais tempo no local e impossibilite que novos sejam atendidos.
Se o faturamento do restaurante é baseado na rotatividade das mesas e no volume de vendas, isso pode prejudicá-lo.
O pior acontece quando um cliente pede um prato que sai raramente ou quase nunca.
A cozinha sofre um grande impacto, pois, ela funciona de forma coordenada, recebendo vários pedidos ao mesmo tempo.
No caso de um prato que é raramente preparado, ele pode atrasar todo o seu funcionamento, pois, cada um tem uma montagem específica e os cozinheiros precisam se lembrar de como ele é feito.
Além da cozinha, o estoque também é afetado porque todos os ingredientes dos pratos do cardápio devem ser comprados e os produtos possuem um prazo de validade.
Aqueles que são usados raramente estragam rápido e vão para o lixo.

cardapio2cardapio3

 

 

 

 

O ideal seria ter um cardápio enxuto, com itens fixos e algumas sugestões que podem ser sempre modificadas.
E estas sugestões deveriam usar ingredientes do estoque para evitar desperdício e perdas.
Insistir em algo extenso e inviável só porque um cliente especial vai ao restaurante comer quase nunca, é um absurdo.
Além de ser um grande problema para o seu funcionamento, a médio ou longo prazo pode resultar em falência.