Minha turma foi a primeira a se formar no Brasil no curso superior gastronomia, antes disso o mercado não era muito especializado como é hoje em dia.
Depois de terminar minha graduação, trabalhei por algum tempo como consultora autônoma na área de alimentos e bebidas.
Naquela época percebi que o mercado era pouco explorado e precisava de algumas novidades, que eu podia criar alguns serviços, mas não poderia continuar como autônoma.
Então, contratei uma contadora e abri minha empresa.

saboressabores1

 

 

 

 

sabores2sabores3

 

 

 

 

sabores4sabores5

 

 

 

 

Vou falar sobre empresa limitada prestadora de serviços, pois, há algumas classificações para empresas e uma variedade de impostos dependendo da atividade.
Primeiramente, o contador deve pesquisar se o nome e a marca escolhidos para sua empresa não estão sendo usados por nenhuma outra. O endereço também deve ser verificado para saber se não há nenhuma pendência com a prefeitura.
Também é preciso pesquisar se a empresa pode funcionar no local pretendido e se precisa de um alvará de funcionamento.
O contador deve fazer um contrato social que deve ser registrado na Junta Comercial do Estado onde a empresa irá funcionar.
E em seguida deve ser feita a inscrição na Receita Federal, para a aquisição do número do CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica).
Uma vez registrada, ela pagará os seguintes impostos:

Governo Federal
– CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido);
– IRPJ (Imposto de Renda de Pessoa Jurídica);
– COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social);
– FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) na Caixa Econômica Federal (caso tenha empregados).

Governo Estadual
– PIS/PASEP (Programa de Integração Social/Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público).

Governo Municipal
– ISS (Imposto sobre Serviços);
– Taxa de Fiscalização de Estabelecimentos (dependendo da cidade).